segunda-feira, 2 de março de 2015

"Não há fome que não dê em fartura"




Numa das nossas idas ao supermercado o Lourenço pediu-me para lhe comprar canetas novas para desenhar e pintar.
Eu lá comprei e mal chegou a casa parecia que o mundo ia acabar, desatou a pintar desenhos…
Se há dias, semanas que não faz um único trabalho, há outros assim…
 
(Fotografias: Mónica costa)

Sem comentários:

Enviar um comentário